search.noResults

search.searching

note.createNoteMessage

search.noResults

search.searching

orderForm.title

orderForm.productCode
orderForm.description
orderForm.quantity
orderForm.itemPrice
orderForm.price
orderForm.totalPrice
orderForm.deliveryDetails.billingAddress
orderForm.deliveryDetails.deliveryAddress
orderForm.noItems
Total de Separações ano a ano


2007 10.194 2008 11.068 2009 11.290 2010 7.293 2011 929 2012 608 2013 506 2014 448 2015 371 2016 228


Total de Partilhas ano a ano


2007 1.104 2008 1.505 2009 1.477 2010 1.417 2011 1.425 2012 996 2013 919 2014 1.831 2015 1.696 2016 1.518


Conheça algumas curiosidades da Lei 11.441/07


l Em 2015, 328.960 divórcios foram concedidos em 1ª instância ou por escrituras extrajudiciais. Houve um declínio no total de divórcios em relação a 2014, quando o total foi de 341.181.


l O homem se divorcia mais velho que a mulher, com em média 43 anos, enquanto a mulher tem 40 anos (Brasil). A variação da idade média ao divorciar nas Grandes Regiões é baixa, sendo de 41 a 44 entre os homens e 40 a 41 anos entre as mulheres.


l No Brasil, o tempo médio entre a data do casamento e a data da sentença ou escritura do divórcio foi de 15 anos.


l A maior proporção das dissoluções se deu em famílias somente com filhos menores de idade. Todas numa faixa acima de 44%. A Região Sul detém a maior proporção de divórcio, cujos cônjuges possuíam somente filhos menores.


Estados que mais realizaram todos os atos da Lei 11.441/07


SP 543.107 RS 200.894 PR 192.013 MG 173.070


Estados que mais realizaram Divórcios: SP 111.062


PR 61.816 MG 50.566 RS 48.961


Estados que mais realizaram inventários


SP 356.663 RS 122.406 PR 106.584 MG 92.917


l Há que se destacar a predominância das mulheres na responsabilidade da guarda dos filhos menores na ocasião do divórcio. No Brasil, essa proporção atingiu o valor de 78,8%. A região com maior proporção de mulheres responsáveis pela guarda dos filhos menores é a Região Sudeste com 81,1%.


l No Distrito Federal foi observado o maior percentual de guarda compartilhada entre os cônjuges, 24,7%.


l Somente com a Lei n. 13.058, de 22/12/2014, a guarda compartilhada entre os pais passou a ser regra. Entre os anos 2014 e 2015, observou-se um aumento na proporção de guarda compartilhada entre os cônjuges, 7,5% e 12,9%, respectivamente.


Fonte: IBGE


Cartório com Você 63


Page 1  |  Page 2  |  Page 3  |  Page 4  |  Page 5  |  Page 6  |  Page 7  |  Page 8  |  Page 9  |  Page 10  |  Page 11  |  Page 12  |  Page 13  |  Page 14  |  Page 15  |  Page 16  |  Page 17  |  Page 18  |  Page 19  |  Page 20  |  Page 21  |  Page 22  |  Page 23  |  Page 24  |  Page 25  |  Page 26  |  Page 27  |  Page 28  |  Page 29  |  Page 30  |  Page 31  |  Page 32  |  Page 33  |  Page 34  |  Page 35  |  Page 36  |  Page 37  |  Page 38  |  Page 39  |  Page 40  |  Page 41  |  Page 42  |  Page 43  |  Page 44  |  Page 45  |  Page 46  |  Page 47  |  Page 48  |  Page 49  |  Page 50  |  Page 51  |  Page 52  |  Page 53  |  Page 54  |  Page 55  |  Page 56  |  Page 57  |  Page 58  |  Page 59  |  Page 60  |  Page 61  |  Page 62  |  Page 63  |  Page 64  |  Page 65  |  Page 66  |  Page 67  |  Page 68  |  Page 69  |  Page 70  |  Page 71  |  Page 72  |  Page 73  |  Page 74  |  Page 75  |  Page 76  |  Page 77  |  Page 78  |  Page 79  |  Page 80