This page contains a Flash digital edition of a book.
Surf, Longboard & BodyBoard


Uma semana de surf com as crianças!


A ocupação dos tempos livres durante o período de férias escolares, leva a que os pais procurem soluções divertidas para ocupar as crianças ao longo do verão…


F


oi assim que numa das semanas de agosto em que as praias, da Costa da Caparica, oferecem um espaço de tempo preenchido por imen- sas actividades ligadas ao mar e aos desportos náuticos, que encontrei uma forma de passar momentos inesquecí- veis na companhia das crianças! A procura de uma escola era inevitá- vel e imprescindível. Depois de contra- tar os serviços da Essência Surf School, começou a azáfama, escola que pro- move estas atividades ao longo do ve- rão bem como em outras ocasiões que coincidem com os períodos de férias escolares.


O dia na praia começava com um pequeno lanche e as explicações ne- cessárias sobre pranchas de surf e bodyboard; fatos de surf e regras, des- portivas e de segurança, a respeitar na areia e no mar.


Os pais acompanham, ou não, as aulas das crianças; muitos aproveitam para disfrutar do sol e do convívio entre pais e amigos.


O início da prática do surf começa


na realidade na areia; jogos de entrete- nimento que disfarçam o aquecimento muscular sendo, este, essencial para prevenir eventuais lesões musculares. É assim que no areal nos deparamos com um grupo animado de crianças vestidas com os fatos de surf, que tal como as pranchas, são fornecidos pela escola.


Publicidade 


     


      


91 Setembro 2011


Seguidamente o início da técnica em que os pequenos, futuros grandes, sur- fistas aprendem os movimentos corretos para se erguer na prancha, simulando- -o na areia e tentando a cada vez, fazer tudo como os instrutores explicam. Foi interessante ver como as crianças evoluem a cada tentativa e como ex- pressam as suas dúvidas.


Finalmente chega o momento diver- tido do mergulho no mar, antes de se armarem de prancha e coragem, para


abordarem pela primeira vez aquele mar que os faz sonhar. Como as regras de segurança são, efetivamente, uma preocupação, os instrutores aguardam o momento ide- al para entrar no mar com as crianças e, finalmente… o surf está ali mesmo à mão…


Em cada tentativa os rostos inquietos e ao mesmo tempo ansiosos, dos miúdos, vão denotando a sua “garra” para tentar mais, e mais uma vez e outra mais!


Page 1  |  Page 2  |  Page 3  |  Page 4  |  Page 5  |  Page 6  |  Page 7  |  Page 8  |  Page 9  |  Page 10  |  Page 11  |  Page 12  |  Page 13  |  Page 14  |  Page 15  |  Page 16  |  Page 17  |  Page 18  |  Page 19  |  Page 20  |  Page 21  |  Page 22  |  Page 23  |  Page 24  |  Page 25  |  Page 26  |  Page 27  |  Page 28  |  Page 29  |  Page 30  |  Page 31  |  Page 32  |  Page 33  |  Page 34  |  Page 35  |  Page 36  |  Page 37  |  Page 38  |  Page 39  |  Page 40  |  Page 41  |  Page 42  |  Page 43  |  Page 44  |  Page 45  |  Page 46  |  Page 47  |  Page 48  |  Page 49  |  Page 50  |  Page 51  |  Page 52  |  Page 53  |  Page 54  |  Page 55  |  Page 56  |  Page 57  |  Page 58  |  Page 59  |  Page 60  |  Page 61  |  Page 62  |  Page 63  |  Page 64  |  Page 65  |  Page 66  |  Page 67  |  Page 68  |  Page 69  |  Page 70  |  Page 71  |  Page 72  |  Page 73  |  Page 74  |  Page 75  |  Page 76  |  Page 77  |  Page 78  |  Page 79  |  Page 80  |  Page 81  |  Page 82  |  Page 83  |  Page 84  |  Page 85  |  Page 86  |  Page 87  |  Page 88  |  Page 89  |  Page 90  |  Page 91  |  Page 92  |  Page 93  |  Page 94  |  Page 95  |  Page 96  |  Page 97  |  Page 98  |  Page 99  |  Page 100