This page contains a Flash digital edition of a book.
Índice


ENTREVISTA 6 | Manuel Araújo, O novo presidente da J.F. Amora


Capa | Fotos www.4u2d.pt


Editorial 3 | ??????? Entrevista 6 | Manuel Araújo, O novo presidente da J.F. Amora Publireportagem 8 | Amorlux energia renovável Atletismo 10 | XVI Corrida da Lagoa de Santo André 12 | Ultra Maratona Atlântica Melides Tróia 20 | Trail nocturno de Óbidos 23 | 2ª Corrida da Ria 24 | The North Face Ultra-Trail Du Mont Blanc 2011 26 | 10º Trilhos do Monsanto 28 | 4ª Corrida dos Moinhos de Penacova 30 | 24ª Corrida do Avante 31 | (Página Oficial) C.D. Asas do Milénium / O Praticante 33 | Calendário de Atletismo


ATLETISMO 12 | Ultra Maratona Atlântica Melides Tróia


Aventura 34 | Animação sem Limites Beach Ultimate 35 | Fantástico 4º Lugar BTT 37 | 4ª Prova de Santiago – Lagoa 38 | 2º Passeio BTT “ Joaquim D’Aurélia 39 | 2º Passeio BTT “ O Homem e a Serra” 40 | Aventura BTT por caminhos de Peregrinação 42 | 1º Raid Trilhos d’El Rei 45 | 1º Passeio BTT na Rota dos Pontos 46 | 14º Trilhos do Alviela 48 | 2º Passeio BTT Rota da Sardinha 49 | 1ª Maratona BTT Ruas Floridas de Redondo 50 | BTT Dão Nelas – entre Dão e o Mondego 52 | Campeonato Regional de Maratonas de BTT de Santarém 53 | Breves BTT 54 | Calendário BTT


BTT 42 | 1º Raid Trilhos d’El Rei


Publicação de Revistas Desportivas, Unipessoal Lda. Avª 25 de Abril, 138 - Casal do Marco 2840-604 ALDEIA DE PAIO PIRES Tel.: 914 848 407 Reg. no I.C.S.: 124.273/03 | Dep. Legal: 223.591/05 Directora: Amália Mendes amalia.opraticante@gmail.com Geral: opraticante@gmail.com


Noticias: opraticantenoticias@gmail.com Comercial: opraticantecomercial@gmail.com Assinaturas: opraticanteassinaturas@gmail.com Paginação: Vitor Vieira | vimorisi@gmail.com Impressão: Peres- Estrada Nacional 10, km 108,3 | Porto Alto 2135-114 SAMORA CORREIA Tel.: 263 009 900


Setembro 2011 4 Revista nº 42 | 20.000 exemplares | Periodicidade: Bimestral


Proibida a reprodução parcial ou total do conteúdo desta revista, ou a sua cópia scaneada, transmitida, armazenada ou traduzida para qualquer linguagem humana ou de computador, sob qualquer forma ou por qualquer meio, electrónico, manual, fotocópia ou outro, ou divulgado a terceiros sem autorização prévia e por escrito da gerência desta empresa.


FUTEBOL 62 | Torneio Nani – Um ídolo no Seixal


Entrevista “ASSEMBLEIAS DE FREGUESIA AINDA SÃO POUCO PARTICIPADAS!“


Manuel Ferreira Araújo, o novo presidente da J. F. de Amora


Iniciou-se a entrevista com uma frase expressada por ele no acto de posse, para este cargo, e cito... “O sentimento que me domina é antes de tudo um sentimento de responsabilidade, mas também um sentimento de quem se sente orgulhoso e honrado por ter a oportunidade de poder continuar a servir a Freguesia”.


A


minha primeira pergunta é: Alguma vez pensou sentar-se nesse cadei- rão?


Nós quando entramos nesta vida autár- quica, normalmente, não temos logo um objectivo definido de chegar á presidên- cia de uma Junta ou de uma Câmara, de qualquer forma eu já fazia parte do ante- rior Executivo, era o número dois da lista, e à partida seria sempre um candidato ao cargo e mais tarde ou mais cedo poderia recair esta função na minha pessoa. No “site” da Junta, uma das frases in- seridas, e que salta á vista é a seguinte: “ONDE VALE A PENA VIVER”


Qual é a percentagem desta certeza? Cem por cento, sem dúvida. Acho que vale a pena viver, ainda que não se te- nham alcançado todos os objectivos, na qualidade de vida, nas diversas vertentes, mas vale a pena viver nesta terra, vale a pena trabalhar por ela. Amora é uma Fre- guesia cheia de potencialidades.


Já há alguns meses que o Boletim da


Junta não é visível. Deixou de ser publica- do, ou aparece quando é possível? Sim, é um pouco isso. Aparece quando é possível, mas também queremos alterar essa situação. Estamos a pensar em pu- blicar um Boletim por ano, que faça o re- sumo de todo o trabalho realizado nesses 365 dias, e um outro mais pequeno, mas com mais periodicidade, na ordem de 2 em 2 meses, que poderá ser uma folha in- formativa, por exemplo, e, que, de alguma forma, descreva as actividades realizadas nesse curto espaço de tempo.


Veio substituir Odete Gonçalves, autarca que deixou, enquanto Presidente, um vasto trabalho executado em todas as vertentes. No pouco tempo que exerce neste posto, (desculpe-me esta pergunta) «já meteu mãos á obra?».


Setembro 2011 6


Com certeza que sim. Há uma primei- ra fase que temos de nos inteirar de todo o funcionamento, porque é diferente ser Vogal da Junta, e ser Presidente da mes- ma, o primeiro colabora no funcionamento de todo um grupo, o Presidente tem que decidir, diariamente todo um conjunto de situações de maior ou menor importância, e dar-lhes solução.


O Prémio ARTES está de boa saúde e recomenda-se!


Exactamente, aliás, a nossa Freguesia,


no particular e o Concelho do Seixal no geral, são muito ricos em jovens artistas, que começam a despontar, e por isso, o «ARTES» recomenda-se.


A Festa do Avante é uma mais valia para


todos os Amorense, seguramente. Quais as vantagens?


Para já, a divulgação do nome da terra. A festa do Avante atrai milhares de foras- teiros, e entre eles, muitos vem pela pri- meira vez á Festa e logicamente à Amora, é de facto uma mais valia também para o comércio local e sobretudo o da restau- ração que nestes três, quatro dias, têm a possibilidade de obter mais alguma recei- ta.


Segundo tenho conhecimento, as Fes-


tas da Amora vão ser deslocalizadas? Nada está decidido, mas a conclusão a que chegamos é de que o local até agora utilizado já não é o mais apropriado e até mesmo o” modelo” da Festa deverá ser revisto.


Falemos agora de desporto. Além de


toda a movimentação habitual das várias modalidades, tem à porta o Corta-Mato In- ternacional. Esperam-se novidades? Sim. Como sabe o Cross Internacional da Amora até aqui realizado, requeria um gasto elevado de verba, acrescido devi-


7 Setembro 2011


No Blogue de “O Praticante “em http:/oprati- cante.bloguedesporto.com, poderá ser visualizado o vídeo da entrevista, efectuada por José Carlos Pinto e Henrique Dias


Só existem mais duas áreas de praia com tantos quilómetros em todo o mundo.


Setembro 2011 12


do à manutenção de atletas estrangeiros convidados, e por esse motivo este ano será mesmo e apenas o Corta-Mato Cida- de de Amora, corrido por nacionais, mas com a mesma qualidade de sempre.


Quer deixar uma mensagem a todos os Amorenses?


Acima de tudo, que participem mais, que intervenham mais na vida da própria autarquia. Nós temos muitas oportunida- des de o fazer, não só nas assembleias de Freguesia, que por vezes são pouco participadas, mas também semanalmente e diariamente, o gabinete do presidente está sempre aberto para receber suges- tões, reclamações ou qualquer opinião válida.


È esta mensagem que quero passar a todos os Amorenses e conto com a sua ajuda, para melhorar a sua qualidade, e as condições de vida na Freguesia. Texto / Foto: José Carlos Pinto


Entrevista


Atletismo UMA ULTRA MUITO VENTOSA Ultra Maratona Atlântica Melides - Tróia


Atletismo


R


ealizou-se a 7ª Edição da Ultra Maratona do Atlântico, uma prova única da Europa, pois é percorrido no ex- tenso areal da Costa da Galé, mais propriamente entre as praias de Melides e Tróia, separadas por 43 kms, uma or- ganização da Câmara municipal de Grândola, apadrinhada pelo Campeão Olímpico Carlos Lopes. Esta edição bateu o recorde de inscritos perto de 300, de


participantes com 263 atletas, de atletas femininos a termi- nar 20, o recorde feminino da prova superado pela Espa- nhola Gema Borgas, tendo também um maior número de estrangeiros, premiando desta forma o esforço, o empenha-


mento de toda uma equipa do município na divulgação e realização da prova.


Um dia que amanheceu cinzento, ameaçando até chover, e ainda chuviscou, mas nada fez parar os atletas, que há meses se treinavam para o evento.


Os atletas iam levantando os dorsais e o abastecimento, que a organização disponibilizava quando chegaram a Me- lides. Em contraste com a manhã estavam os atletas, bem dispostos, ultimavam estratégias ansiosos por começar. O percurso é sempre o mesmo, com a partida e meta nos mesmos locais, mas nunca existem duas provas iguais,


13 Setembro 2011


BTT


3.º Passeio BTT | 1.º Raid Trilhos d’El Rei A


Serra d’El Rei, em Peniche, foi o palco para este 3.º evento btt com Organização a cargo dos Trilhos d’El Rei, que disponibilizou 2 distâncias (35 km e 60 km) de-


vidamente marcadas, em que os atletas de ambas as provas percorreram o mesmo percurso até final da prova mais curta, por trilhos de progressão por vezes difícil devido à existência de zonas de areia, mas de baixa exigência física. Os participantes no Raid continuaram depois da zona de meta comum por trilhos diferentes até perfazerem 60 km, de- senhando um 8 para tornarem ao mesmo local para atingirem a meta. Nesta, chamemos-lhe 2.ª fase do percurso, este reve- lar-se-ia um pouco mais exigente com a existência de maiores


desníveis de altimetria, mas cujo terreno permitiu uma melhor progressão.


O vencedor dos 60 km foi Vítor Mendão (Fullwear/Hilzy) con- tabilizando 02H32’14”, em 2.º lugar classificou-se André Lo- pes (Bike Clinic) a apenas 11 segundos e em 3.º ficou Miguel Silva (Núcleo BTT Vila Fresca) com o tempo de 02H55’11”. O atleta da nossa equipa, Zona55/OPraticante, Filipe Rodri- gues, ficou-se pelo 19.º posto entre os 60 participantes nesta distância.


Texto: J. Valério Fotos: trilhos-del-rei.blogspot.com


BTT


Futebol


Futebol Torneio Nani - Um ídolo no Seixal


Um dia de convívio para muitos jovens, que tiveram oportunidade de privar bem pertinho com o seu ídolo.


Nani jogando pela equipa constituída no torneio contra o Fabril Publicidade


LIQUIDAÇÃO DE BICICLETAS


Descontos de 25 a 30% O


Quinta do Conde Tel./Fax: 212 105 979


bikeclinic.com.pt geral@bikeclinic.com.pt


Setembro 2011 42 43 Setembro 2011


ABERTO DE SEGUNDA A SÁBADO DAS 10:00 ÀS 20:00 H


avançado esteve no Complexo Carla Sacramento, situado na freguesia de Amora, concelho


do Seixal, onde decorreu o torneio com o seu nome, dedicado a jovens joga- dores, com Nani a recordar os seus tempos de juventude e a deixar alguns conselhos, foi agradável visualizar as bancadas do complexo com uma agra- dável moldura humana a assistir ao evento. O Torneio teve a organização da em-


presa “Trevo”, Câmara Municipal do Sei- xal, e o apoio da “Adidas” em Portugal. Foi um total de cerca de duzentas pessoas, cento e quarenta jovens e mais sessenta correspondentes ao staff do evento e das equipas, que participa- ram em representação de oito equipas, GD Fabril, Ginásio Clube de Corroios, Seixal F.C., F.C. “Os Belenenses”, Spor- ting C.P., C.P. Barreirense, Amora F.C., S.L. Benfica de Almada, e efectuaram vários jogos no decorrer dum único dia. No final ocorreu um jogo entre a equi- pa do Fabril, vencedora do Torneio e outra equipa concebida com jogadores de várias equipas, tendo “Nani” jogado por esta última equipa, dando ainda mais alegria aos jovens jogadores, que para além de terem podido confraterni-


zar com o seu ídolo, puderam também com ele jogar. O dia terminou da melhor forma, com Nani a entregar os prémios a todas as equipas que participaram na competi- ção e a corresponder sempre com mui-


ta boa disposição a habitual solicitação de autógrafos e fotografias por parte de todos, para que se dúvidas houvesse, pudessem sempre ter a prova de que com ele estiveram.


Nani explicou a “O Praticante”, “Acei-


Adinylson Fonseca “Trevo” e Nani efectuando a entrega dos prémios à equipa do Fabril.


Setembro 2011 62


tei dar o meu nome a este primeiro tor- neio de futebol jovem, pois é o iniciar de um projecto, no seguimento dos objec- tivos, que tracei para o futuro, pretendo vir a abrir uma escola de futebol, onde todos os jovens possam treinar e jogar futebol, sem nunca perder de vista a escola. O objectivo da escola, além de tirar crianças da rua e oferecer alterna- tivas de actividades, é ajudar aqueles que querem seguir a carreira de futebol profissionalmente”, referiu ainda “Fez- -me lembrar quando tinha esta idade, quando não tínhamos pressão nenhuma a jogar futebol e nos divertíamos mais. É muito bonito ver aqui estas crianças todas juntas. O conselho que dou aos jovens é nunca desistirem dos objecti- vos e do sonho”. Todos os elementos envolvidos fica- ram satisfeitos com esta primeira edi- ção, todos desde os organizadores, aos participantes e apoiantes, estiveram empenhados durante todo o torneio e no final puderam ver no rosto de cada criança a satisfação e alegria ao rece- berem os prémios dados pelo jogador Nani, acompanhado em algumas oca- siões pela vereadora da Câmara Mu- nicipal do Seixal Corália Loureiro, e por Adinylson Fonseca, em representação da empresa “Trevo”. Adinylson Fonseca o impulsionador deste projecto, declarou a “O Pratican- te”, “O objectivo principal foi cumprido, realizar o sonho de muitas crianças, que


puderam participar no I Torneio Nani, estes jovens revelaram muitas potencia- lidades e ficaram muito contentes pelo facto de Nani, ter assistido a maior parte dos jogos e inclusive jogado com eles. Muitos destes jovens talentos crescem por vezes sem as melhores condições e sem o apoio devido, o futebol é uma forma de evitar os males da sociedade


e proporcionar saúde e bem-estar”. Agora é esperar que para o ano seja


realizado o segundo Torneio, até lá va- mos deixar os jovens sonhar pela parti- cipação na segunda edição.


Texto: Henrique Dias / A. Fonseca Fotos: C.M. Seixal e “Trevo”


Esquerda: Nani, Tiago Ballau do GD Fabril, melhor jogador do Torneio e a Ve- readora da CM Seixal Corália Loureiro, entrega de das botas do Nani. Direita: Nani entregando prémio ao melhor marcador do torneio Alexandre Rodrigues do G.C. Corroios


63 Setembro 2011


Page 1  |  Page 2  |  Page 3  |  Page 4  |  Page 5  |  Page 6  |  Page 7  |  Page 8  |  Page 9  |  Page 10  |  Page 11  |  Page 12  |  Page 13  |  Page 14  |  Page 15  |  Page 16  |  Page 17  |  Page 18  |  Page 19  |  Page 20  |  Page 21  |  Page 22  |  Page 23  |  Page 24  |  Page 25  |  Page 26  |  Page 27  |  Page 28  |  Page 29  |  Page 30  |  Page 31  |  Page 32  |  Page 33  |  Page 34  |  Page 35  |  Page 36  |  Page 37  |  Page 38  |  Page 39  |  Page 40  |  Page 41  |  Page 42  |  Page 43  |  Page 44  |  Page 45  |  Page 46  |  Page 47  |  Page 48  |  Page 49  |  Page 50  |  Page 51  |  Page 52  |  Page 53  |  Page 54  |  Page 55  |  Page 56  |  Page 57  |  Page 58  |  Page 59  |  Page 60  |  Page 61  |  Page 62  |  Page 63  |  Page 64  |  Page 65  |  Page 66  |  Page 67  |  Page 68  |  Page 69  |  Page 70  |  Page 71  |  Page 72  |  Page 73  |  Page 74  |  Page 75  |  Page 76  |  Page 77  |  Page 78  |  Page 79  |  Page 80  |  Page 81  |  Page 82  |  Page 83  |  Page 84  |  Page 85  |  Page 86  |  Page 87  |  Page 88  |  Page 89  |  Page 90  |  Page 91  |  Page 92  |  Page 93  |  Page 94  |  Page 95  |  Page 96  |  Page 97  |  Page 98  |  Page 99  |  Page 100