This page contains a Flash digital edition of a book.
Atletismo - Página Oficial do Clube Desportivo Asas do Milénium/O Praticante ERRO NA QUILOMETRAGEM CONFUNDIU ATLETAS


6 KM NÃO SÃO SEIS MIL METROS? No dia 30 de Julho de-


correu mais uma prova do Atletismoita 2010/11 nas ruas de Alhos Vedros, numa organização da Câmara Municipal da Moita.


Tânia Correia com a me- dalha respeitante ao nono lugar.


Pelo título o estimado leitor da revista já terá in- terpretado que houve erro na quilometragem desta corrida, tendo os atletas corrido bem menos do que aquilo que estariam à es- pera. Arriscámos este título pois embora não dispusés- semos de nenhum mecanis- mo de medição do trajecto, os tempos averbados pelos atletas indiciaram desde


cedo a existência de anomalias na quilometragem. Nesta prova houve corridas separadas para atletas mascu- linos e femininos, com uma mistura caricata de juniores, vete- ranos IV e V masculinos com seniores femininas numa corri- da e seniores e veteranos I, II e III masculinos noutra corrida. Estes últimos, que foram os últimos a entrar em acção, antes de entrar em prova puderam observar como a corrida anterior acabava mais cedo que o previsto... Pedro Pessoa, do Praia da Salema, foi o vencedor com  vencedora feminina foi Patrícia Rosado, do Vitória de Setúbal. Colectivamente venceu o CA Baixa da Banheira. Em relação aos seis atletas do CD Asas do Milénium / O Praticante que participaram na prova, dois atletas alcançaram resultados nos dez primeiros dos seus escalões: Tânia Cor- reia foi a nona sénior e Pedro Marques o 10º sénior. Colectiva- mente o clube foi apenas 22º, mas custa-nos a entender como é possível que no regulamento seja possível que equipas com um atleta só possam ficar à frente de equipas com seis... A prova estava integrada nas festas da freguesia de Alhos


Vedros, no intuito de incentivar os atletas a permanecerem no local após a prova e a confraternizarem ou a divertirem-se da maneira que achassem mais conveniente. Em relação à orga- nização, nenhum reparo a assinalar.


Texto / Foto: Timóteo Seia Publicidade


e-mail: camilo.catanho@hotmail.com alcance.grau@gmail.com


PROVA MESTRE DE AVIZ COMEMORAÇÃO DE UM FEITO


Foi para comemorar esse feito de há 626 anos e 1 dia, que se realizou mais uma edição da Prova Mestre de Aviz na Batalha, uma prova com pou- co mais de 6.000 metros e vontade e potencialidade para crescer. A 14 de Agosto de 1385, as tropas


Da esquerda para a direita, as vencedoras Mónica Rosa, Cátia Ga- lhardo e Verónica Scu- taru


portuguesas, em inferioridade numéri- ca, fizeram da razão, força para derro- tar o invasor, sendo estratega D. Nuno Alvares Pereira e a heroína popular Brites de Almeida, mais conhecida como a Padeira de Aljubarrota. E crescimento foi o que bem acon- teceu este ano. Tendo nas últimas edições andado sempre pela casa da centena, esta edição não só passou a barreira dos 200, como muito se apro- ximou dos 300. Números exactos, de


199 em 2010, passámos para 286 este ano (mais 87 atletas, o que corresponde a um aumento de 43,7%). Com inscrições gratuitas e uma distância apropriada a esta época do ano mais conhecida por defeso (termo em vias de extinção), este evento tem o aliciante de aliar a história ao desporto, partindo do local onde as tropas se defrontaram, chegando ao Mosteiro que simboliza esse momento da nossa história, passando pela Ponte da Boutaca, única no género no nosso país. Vencedores masculinos: 1º Hermano Ferreira C.D. Conforlimpa com -  -  O C.D. Asas Milénium / O Praticante marcou presença com Cármen


Pires 9ª Sénior e Custódio António 63º Sénior. Pontos a melhorar: A partida deu-se num local que afunila, atrapalhando a primeira centena de metros. Dado que não tem uma distância standard, basta partir uns 100/150 metros atrás, na avenida que é larga o suficiente para se chegar bem a esse local que aperta um pouco, sendo essa distância suficiente para alongar o pelotão que já chegará aí sem pro- blemas de maior. O trânsito não esteve completamente cortado Texto / Foto: João Lima / Carlos Lopes http://www.aminhacorrida.blogspot.com/ http://chaocomrumo.blogspot.com/





Rua Jaime Cortesão, Lote 54, Lj. Esq. 2975-323


Quinta do Conde


Tlm’s: 969 050 056 / 911 064 582 Tel./Fax: 21 181 32 78


Setembro 2011 32


 


Page 1  |  Page 2  |  Page 3  |  Page 4  |  Page 5  |  Page 6  |  Page 7  |  Page 8  |  Page 9  |  Page 10  |  Page 11  |  Page 12  |  Page 13  |  Page 14  |  Page 15  |  Page 16  |  Page 17  |  Page 18  |  Page 19  |  Page 20  |  Page 21  |  Page 22  |  Page 23  |  Page 24  |  Page 25  |  Page 26  |  Page 27  |  Page 28  |  Page 29  |  Page 30  |  Page 31  |  Page 32  |  Page 33  |  Page 34  |  Page 35  |  Page 36  |  Page 37  |  Page 38  |  Page 39  |  Page 40  |  Page 41  |  Page 42  |  Page 43  |  Page 44  |  Page 45  |  Page 46  |  Page 47  |  Page 48  |  Page 49  |  Page 50  |  Page 51  |  Page 52  |  Page 53  |  Page 54  |  Page 55  |  Page 56  |  Page 57  |  Page 58  |  Page 59  |  Page 60  |  Page 61  |  Page 62  |  Page 63  |  Page 64  |  Page 65  |  Page 66  |  Page 67  |  Page 68  |  Page 69  |  Page 70  |  Page 71  |  Page 72  |  Page 73  |  Page 74  |  Page 75  |  Page 76  |  Page 77  |  Page 78  |  Page 79  |  Page 80  |  Page 81  |  Page 82  |  Page 83  |  Page 84  |  Page 85  |  Page 86  |  Page 87  |  Page 88  |  Page 89  |  Page 90  |  Page 91  |  Page 92  |  Page 93  |  Page 94  |  Page 95  |  Page 96  |  Page 97  |  Page 98  |  Page 99  |  Page 100