This page contains a Flash digital edition of a book.
Kickbpxing BISCOITOS E ADREP ORGANIZARAM EVENTO


ESTÁGIO DE KICKBOXING COM O MESTRE HUGO MATOS


A Praia da Vitória recebeu um Estágio de combate de elevado nível técnico. Hugo Matos foi o Treinador convidado a ministrar esta acção, onde a velocidade foi nota dominante.


R


ealizou-se na Praia da Vitória nos dias 18 e 19 de Fevereiro um grandioso Estágio de Kickbo- xing, com o mestre Hugo Matos, organizado pelo Biscoitos Kickboxing Clube e pelo núcleo praiense – ADREP. Os anfitriões deste evento: mes-


tre Nuno Santos e mestre Rui Ferrei- ra, começaram juntos no kickboxing e também como monitores de treino nos Biscoitos, voltaram a trabalhar em con- junto para promover uma actividade de formação do melhor nível, para os seus atletas e também a quem quisesse par- ticipar. E tal como nos “velhos” tempos, o resultado foi bem sucedido. Mestre Hugo Matos iniciou no Kickbo- xing há 21 anos, treinador há 7 anos e já grau 3, III DAN DE KICKBOXING, I DAN DE TAEKWON-DO.


Detentor de 17 títulos de Campeão Nacional e Ibérico de amadores em Semi-Contact, Light-Contact e actual Campeão Nacional de profissionais de Full-Contacto. Entre 2002 e 2004, além de vários títu-


los europeus, foi durante 3 anos conse- cutivos medalha de bronze no Campe- onato Mundial.


No passado ano de 2010, em Loures, alcançou uma vitória muito significativa, de profissionais, venceu aos pontos ao


conhecido veterano campeão mundial Fernando Fernandes.


Com toda esta experiencia adquirida no contacto com atletas e treinadores internacionais com diferentes estilos e técnicas de combate e também com outras modalidades, Hugo Matos mo- delou-se e tornou-se a imagem do novo


modelo de combate em Portugal. Os seus conhecimentos acumulados e uma enorme paixão por esta modali- dade, levaram este mestre a criar a “Es- cola de kickboxing e Muay Thay Hugo Matos”, para que pudesse transmitir e difundir mais as técnicas base de todo o kickboxing — as disciplinas de velo-


55 Maio 2011


Page 1  |  Page 2  |  Page 3  |  Page 4  |  Page 5  |  Page 6  |  Page 7  |  Page 8  |  Page 9  |  Page 10  |  Page 11  |  Page 12  |  Page 13  |  Page 14  |  Page 15  |  Page 16  |  Page 17  |  Page 18  |  Page 19  |  Page 20  |  Page 21  |  Page 22  |  Page 23  |  Page 24  |  Page 25  |  Page 26  |  Page 27  |  Page 28  |  Page 29  |  Page 30  |  Page 31  |  Page 32  |  Page 33  |  Page 34  |  Page 35  |  Page 36  |  Page 37  |  Page 38  |  Page 39  |  Page 40  |  Page 41  |  Page 42  |  Page 43  |  Page 44  |  Page 45  |  Page 46  |  Page 47  |  Page 48  |  Page 49  |  Page 50  |  Page 51  |  Page 52  |  Page 53  |  Page 54  |  Page 55  |  Page 56  |  Page 57  |  Page 58  |  Page 59  |  Page 60  |  Page 61  |  Page 62  |  Page 63  |  Page 64  |  Page 65  |  Page 66  |  Page 67  |  Page 68  |  Page 69  |  Page 70  |  Page 71  |  Page 72  |  Page 73  |  Page 74  |  Page 75  |  Page 76  |  Page 77  |  Page 78  |  Page 79  |  Page 80  |  Page 81  |  Page 82  |  Page 83  |  Page 84  |  Page 85  |  Page 86  |  Page 87  |  Page 88  |  Page 89  |  Page 90  |  Page 91  |  Page 92  |  Page 93  |  Page 94  |  Page 95  |  Page 96  |  Page 97  |  Page 98  |  Page 99  |  Page 100