This page contains a Flash digital edition of a book.
Karting


o Kart e todos estão equiparados à partida. É só perícia e conheci- mento de condução.


Serie C 2005 (Nacional Kart) - karts com motor Honda 390 c.c. (Carena- 


O que convém desmitificar então, no Karting Amador Nacional? Não é preciso ser-se rico ou ter aspirações a fazer carreira nas velocidades. O Karting Amador Nacional é como outra modalidade desportiva qualquer, é barato, não exige a aquisição de material de topo, fácil de praticar e só pede muita vontade e muita prática. Pode- -se fazer uma época aceitável com pouco mais de 250 €, no entanto convém advertir os “aceleras de café” que a técnica e prática não se adquire a conduzir uma “bomba” que dá 250 Km/h numa auto- -estrada (esse é o maior engano). Os veículos são propriedade dos Kartódromos onde se corre e há geralmente a presença de um co- missariado de prova que não permite abusos e batotas. As corridas são geralmente disputadíssimas e as verdadeiras diferenças para o Karting Federado é que, além de ser muito mais barato, é mais equi- librado em termos de material, pois ninguém está autorizado a alterar


Publicidade


Os grandes praticantes de Karting Amador, têm o “Amador” como honra, pois em contacto com os profissionais, divertem-se mais e ge- ralmente, ganham. São quase todos adultos e alguns já com uma ida- de invejável, são na sua maioria homens e verdadeiros atletas, pois a exigência física e psicológica é muito intensa. A sua glória chega quando se conseguem superar a um grupo e ganham o respeito uns dos outros, muitas vezes não ganhando sequer uma prova. Os grupos mais coesos chegam a ter competidores juntos há mais de uma década e se nem todos já conseguiram ganhar, todos se respeitam e sabem com o que contar quando se encontram em pista. Os organismos que organizam estes Campeonatos, são também muito distintos entre si e tanto quanto sabemos (e desculpem-me se tal não for), além dos Kartódromos e alguns Clubes, só a Rota K / Nacional Kart é um organismo oficial pois é uma Associação que se dedica à organização de vários eventos desportivos motorizados e foi pioneira nos grandes eventos amadores, chegando ao ponto de ter 6 competições distintas em apenas um ano. Todos os outros funcionam em sintonia com os competidores, têm um nome do grupo, publicam os seus regulamentos originais, marcam as datas nos Kartódromos e no dia das provas controlam o desenrolar da prova, a disciplina e postura dos vários pilotos. Procurem na Internet, verão que descobrem bastantes grupos a or- ganizar provas e se tiverem curiosidade em participar, não o façam a pensar que são muito bons e que irão ganham à 1ª tentativa (pois irão ficar desiludidos), mas se gostarem da experiencia, insistam mais um pouco e verão que os resultados começaram a aparecer, como em qualquer outro desporto Amador.


Texto / Fotos: Paulo Campos


47 Maio 2011


Page 1  |  Page 2  |  Page 3  |  Page 4  |  Page 5  |  Page 6  |  Page 7  |  Page 8  |  Page 9  |  Page 10  |  Page 11  |  Page 12  |  Page 13  |  Page 14  |  Page 15  |  Page 16  |  Page 17  |  Page 18  |  Page 19  |  Page 20  |  Page 21  |  Page 22  |  Page 23  |  Page 24  |  Page 25  |  Page 26  |  Page 27  |  Page 28  |  Page 29  |  Page 30  |  Page 31  |  Page 32  |  Page 33  |  Page 34  |  Page 35  |  Page 36  |  Page 37  |  Page 38  |  Page 39  |  Page 40  |  Page 41  |  Page 42  |  Page 43  |  Page 44  |  Page 45  |  Page 46  |  Page 47  |  Page 48  |  Page 49  |  Page 50  |  Page 51  |  Page 52  |  Page 53  |  Page 54  |  Page 55  |  Page 56  |  Page 57  |  Page 58  |  Page 59  |  Page 60  |  Page 61  |  Page 62  |  Page 63  |  Page 64  |  Page 65  |  Page 66  |  Page 67  |  Page 68  |  Page 69  |  Page 70  |  Page 71  |  Page 72  |  Page 73  |  Page 74  |  Page 75  |  Page 76  |  Page 77  |  Page 78  |  Page 79  |  Page 80  |  Page 81  |  Page 82  |  Page 83  |  Page 84  |  Page 85  |  Page 86  |  Page 87  |  Page 88  |  Page 89  |  Page 90  |  Page 91  |  Page 92  |  Page 93  |  Page 94  |  Page 95  |  Page 96  |  Page 97  |  Page 98  |  Page 99  |  Page 100