This page contains a Flash digital edition of a book.
EssentialGourmet


Aqua restaurant in Wolfsburg, Germany, Sven Elverfeld was awarded his 3rd Michelin star in 2009. His cooking is billed as an experi- ence full of fantasy and tastes and he is known for his own unique style and unusual flavour combinations.


JANUARY 20 Enrico & Roberto Cerea, Italy – Michelin *** The Da Vittorio restaurant in Lombardy is a mark of excellence on Italy’s haute gastron- omy scene. The second generation owner/ patron Cerea brothers have built on their father's tradition of seasonal cooking in the classic style with their own modern approach that has secured them 3 Michelin stars for the last 10 years.


JANUARY 21 Kenneth Oringer, USA – Michelin ** Starting with his gourmet restaurant Clio in Chicago, consistently rated amongst the top 50 in America, and later opening two further establishments in the same city, Oringer has built a reputation based on distinct culinary experiences drawn from his travels around the world and his search for wild and exotic ingredients.


JANUARY 22 Marc Meneau, France – Michelin ** Now a familiar face at the Vila Joya festival and back by popular demand, Meneau is one of France's most respected chefs. A great character as well as a great chef, his cooking is classic French in the haute cuisine style, always with a contemporary touch and the occasional surprise.


JANUARY 23 Hans van Wolde, Holland – Michelin ** Beluga restaurant in Maastricht has long been one of Holland’s most famous restau- rants, and since Hans van Wolde took over the reins with his wife Danielle, it has also become one of its most interesting. Hans has been dubbed by Holland's food critics as “naughty”, with his unusual combina- tions where sweet, salty and sour always play a part. 


 14 DE JANEIRO As Estrelas Michelin Portuguesas Um grande menu no arranque do festival, com pratos de todos os chefes com estrelas Michelin em Portugal, oriundos do Algarve, Lisboa, Cascais, norte do país e Madeira.


15 DE JANEIRO Anne-Sophie Pic, França – Michelin *** Parte da quarta geração de chefes/patronos do famoso Maison Pic, em Valença, França; e da ter- ceira a ser distinguida com três estrelas Michelin, Anne-Marie é a única chefe feminina em França com três estrelas Michelin. Espera-se alta cozinha contemporânea francesa do mais alto nível.


16 DE JANEIRO Koschina & Friends, Europa Esta noite, repleta de estrelas Michelin, irá reunir alguns dos melhores chefes da Europa, num total de 22 estrelas. Ao longo dos últimos quatro anos, esta iniciativa tem sido um dos pontos altos do festival – uma noite para os gourmets autênticos e com um grande apetite!


17 DE JANEIRO Andreas Schauenstein, Suíça - Michelin *** Este snowboarder profissional acabou de receber a sua terceira estrela Michelin no seu Schauenstein Schloss Hotel Restaurant, em Canton Graubünden, na Suíça. Um dos principais chefes do país, é conhecido pelas suas criações culinárias inovado- ras e modernas, baseadas na gastronomia francesa.


18 DE JANEIRO Santi Santamaria, Espanha – Michelin *** Uma lenda viva entre os grandes chefes, que trans- formaram o noroeste de Espanha num dos des - tinos mais procurados do mundo pelos gourmets. Com o seu restaurante de três estrelas, Can Fabes, em Sant Celoni, e dois outros também em Es panha com duas estrelas cada um, o chefe Santi Santa - maria é um perfeccionista com pouca paciência para as actuais tendências gastronómicas. Leia a nossa entrevista na página 84 desta edição.


19 DE JANEIRO Sven Elverfeld, Alemanha – Michelin*** Sven Elverfeld, chef de cuisine do restaurante Aqua, no Ritz Carlton Hotel, em Wolfsburgo, Alemanha, recebeu a sua terceira estrela Michelin em 2009. A sua cozinha é descrita como uma experiência cheia de fantasia e paladares, e o chefe é reconhe- cido pelo seu estilo único, e invulgar combinação de sabores.


20 DE JANEIRO Enrico & Roberto Cerea, Itália – Michelin *** O restaurante Da Vittorio, na Lombardia, é um marco de excelência da alta cozinha italiana. A segunda geração de proprietários/patronos, composta pelos irmãos Cerea, construiu uma reputação baseada na tradição do seu pai - que uti- lizava ingredientes sazonais ao clássico estilo ita- liano -, mas com uma abordagem moderna, que lhes assegurou três estrelas Michelin ao longo dos últimos dez anos.


www.essential-portugal.com 85


21 DE JANEIRO Kenneth Oringer, EUA – Michelin ** Começou com o seu restaurante gourmet Clio, em Chicago, uma presença constante no top 50 dos restaurantes na América, e abriu, mais recen- temente, dois outros estabelecimentos na mesma cidade. Oringer construiu uma reputação baseada em experiências gastronómicas distintas, inspira- das pelas suas viagens à volta do mundo e pela sua busca de ingredientes selvagens e exóticos.


22 DE JANEIRO Marc Meneau, França – Michelin ** Uma cara já familiar no festival do Vila Joya, que está de volta graças aos inúmeros pedidos dos convidados, Meneau é um dos chefes mais respei- tados de França. Um grande chefe, com uma excelente personalidade, a sua gastronomia segue o clássico estilo francês de alta cozinha, mas com um toque contemporâneo e com uma ocasional surpresa.


23 DE JANEIRO Hans van Wolde, Holanda – Michelin ** O restaurante Beluga, em Maastricht, é há muito um dos restaurantes mais famosos da Holanda e, desde que Hans van Wolde tomou as rédeas do estabelecimento com a sua mulher Danielle, também se tornou num dos mais interessantes. Hans é apelidado de “malandro” pelos críticos de comida holandeses, graças às suas combinações invulgares onde os sabores doces, salgados e amargos estão sempre presentes. 


Page 1  |  Page 2  |  Page 3  |  Page 4  |  Page 5  |  Page 6  |  Page 7  |  Page 8  |  Page 9  |  Page 10  |  Page 11  |  Page 12  |  Page 13  |  Page 14  |  Page 15  |  Page 16  |  Page 17  |  Page 18  |  Page 19  |  Page 20  |  Page 21  |  Page 22  |  Page 23  |  Page 24  |  Page 25  |  Page 26  |  Page 27  |  Page 28  |  Page 29  |  Page 30  |  Page 31  |  Page 32  |  Page 33  |  Page 34  |  Page 35  |  Page 36  |  Page 37  |  Page 38  |  Page 39  |  Page 40  |  Page 41  |  Page 42  |  Page 43  |  Page 44  |  Page 45  |  Page 46  |  Page 47  |  Page 48  |  Page 49  |  Page 50  |  Page 51  |  Page 52  |  Page 53  |  Page 54  |  Page 55  |  Page 56  |  Page 57  |  Page 58  |  Page 59  |  Page 60  |  Page 61  |  Page 62  |  Page 63  |  Page 64  |  Page 65  |  Page 66  |  Page 67  |  Page 68  |  Page 69  |  Page 70  |  Page 71  |  Page 72  |  Page 73  |  Page 74  |  Page 75  |  Page 76  |  Page 77  |  Page 78  |  Page 79  |  Page 80  |  Page 81  |  Page 82  |  Page 83  |  Page 84  |  Page 85  |  Page 86  |  Page 87  |  Page 88  |  Page 89  |  Page 90  |  Page 91  |  Page 92  |  Page 93  |  Page 94  |  Page 95  |  Page 96  |  Page 97  |  Page 98  |  Page 99  |  Page 100  |  Page 101  |  Page 102  |  Page 103  |  Page 104  |  Page 105  |  Page 106  |  Page 107  |  Page 108  |  Page 109  |  Page 110  |  Page 111  |  Page 112  |  Page 113  |  Page 114  |  Page 115  |  Page 116