This page contains a Flash digital edition of a book.
Página 22


Prémio Nobel da Literatura 2010 Mário Vargas LLosa


Nascido no Peru, em Arequipa, em 1936, sustenta-se a si próprio des- de os 16 anos. Casou cedo com uma tia


mais


velha e teve sete ofícios, de uma


biblioteca a um cemitério. Porém, foi como jornalista que verdadeiramente iniciou a sua carreira nas letras, até porque do muito que observou como repórter fez matéria-prima da sua ficção. Estudou em Espanha e viveu mui- tos anos na Europa, tendo trabalhado em Paris e Londres. À docência universitária e à activi- dade literária acrescentou sempre um forte


Algumas das suas obras Ficção


Os Chefes (1959) A Casa Verde (1966) Conversa na catedral (1969) O Paraíso na Outra Esquina (2003)


Teatro


A menina de Tacna (1981) Olhos bonitos, quadros feios(1996)


Ensaio El lenguaje de la pasión (2001) Disponível na BE-A


empenhamento social e político. Chegou a ser candidato à Presidência do Peru, mas sobretu- do é uma voz que se faz ouvir sobre o curso do mundo, através das suas crónicas e interven- ções públicas. Exemplo disso é tudo o que tem escrito sobre o Iraque, onde esteve recente- mente. Foram devorados pelo tempo ou pelo desencanto os seus juvenis arroubos marxistas e a estima por Fidel e pela revolução cubana. O escritor peruano privilegia hoje o liberalis- mo social, declarando o seu amor à ideia de liberdade e de democracia global. Este ano, 2010, foi distinguido com o prémio Nobel da Literatura. Recebeu a notícia nos Esta- dos Unidos, na Universidade de Princeton, Nova Jérsia, onde dá aulas.


Page 1  |  Page 2  |  Page 3  |  Page 4  |  Page 5  |  Page 6  |  Page 7  |  Page 8  |  Page 9  |  Page 10  |  Page 11  |  Page 12  |  Page 13  |  Page 14  |  Page 15  |  Page 16  |  Page 17  |  Page 18  |  Page 19  |  Page 20  |  Page 21  |  Page 22  |  Page 23  |  Page 24  |  Page 25  |  Page 26  |  Page 27  |  Page 28  |  Page 29  |  Page 30  |  Page 31  |  Page 32